Fechar

Deixe seus dados abaixo que entraremos em contato para uma cotação.

Para você
Para sua empresa












Repartição simples x capitalização: conheça as características de cada uma

Home Blog Repartição simples x capitalização: conheça as características de cada uma
Compartilhe:

Conhecer detalhes dos assuntos relacionados à previdência é importante para qualquer trabalhador. Ficar por dentro dos seus direitos é de fundamental importância.

Com base nisso, os regimes financeiros são métodos de financiamento feitos com o objetivo de garantir o cumprimento das obrigações assumidas por planos de benefícios de previdência.

Dentro de um plano previdenciário, incluindo a previdência privada, existem várias formas para o financiamento dos benefícios.

Cada uma se molda de acordo com conceitos representados por três regimes financeiros distintos. São eles: repartição simples, capitalização e repartição de capital de cobertura.

Leia o artigo e entenda o que é a repartição simples e a capitalização.

Repartição simples

Também conhecida como regime orçamentário, realiza a divisão entre os contribuintes das despesas com o pagamento dos benefícios em manutenção.

Ele faz o cálculo das contribuições, que devem ser arrecadadas para atender, de forma exclusiva, ao pagamento das parcelas dos benefícios nesse mesmo período.

O regime é adotado pelas previdências públicas em quase todos os países do mundo, também utilizado no financiamento de alguns beneficiários previdenciários bem específicos, que são oferecidos pelos sistemas complementares.

A repartição simples e o pacto direto entre gerações

A repartição simples trata-se de um regime que propõe um pacto bem direto entre gerações.

Os trabalhadores ativos, compostos pela geração atual, pagam os benefícios dos que estão inativos, compostos pela geração passada.

O pagamento dos benefícios próprios irá depender da geração futura manter o pacto intergeracional. Essa geração será constituída de novos trabalhadores que irão ingressar no sistema previdenciário.

No Brasil, um exemplo é o Regime Geral da Previdência Social, que tem o objetivo de dividir entre os contribuintes do sistema (geração atual) os pagamentos dos benefícios que se encontram em manutenção.

O regime de capitalização

Tem como característica principal o pré-financiamento do benefício. Isso significa que o próprio trabalhador, durante a fase de laboração, irá produzir um montante de recursos necessários para sustentar o seu benefício previdenciário.

Portanto, o pacto direto entre as gerações não existe, diferente da repartição, pois é o próprio beneficiado que faz o financiamento dos seus benefícios previdenciários.

Qual a lógica do regime de capitalização?

A lógica do regime de capitalização consiste que o próprio colaborador, durante a fase de laboração, acabe gerando um montante de recursos que são necessários para suportar o Custo Total da aposentadoria.

Por conta disso, é denominado regime de pré-financiamento. Os fatores que mais impactam esse regime são as mudanças das taxas de juros e da expectativa de vida da população.

Ficar atento aos assuntos relacionados à previdência é muito importante. Continue acompanhando o nosso blog e as nossas redes sociais, para obter conhecimento através da leitura de nossos artigos.

Em caso de dúvida, entre em contato com a nossa equipe. Teremos prazer em te ajudar.

Inscreva-se para novidades

Inscreva-se para novidades

Siga-nos nas redes sociais

Todos os direitos reservados a Moreira e Medeiros. Otimizado por Agência Dom | Marketing Digital.